Lucas Dias
15/10/2019
Garça Esporte 

Um dia inesquecível para 12 palmeirenses - por: Tico Cassolla

O último domingo entrou para a história de 12 torcedores do Palmeiras residentes em nossa cidade. Um dia que jamais será esquecido. Afinal de contas conhecer o Allianz Parque, com direito a tour, e ainda assistir o jogo Palmeiras 1 x 1 Atlético-MG não é pra qualquer um.

Anúncio

 O último domingo entrou para a história de 12 torcedores do Palmeiras residentes em nossa cidade. Um dia que jamais será esquecido. Afinal de contas conhecer o Allianz Parque, com direito a tour, e ainda assistir o jogo Palmeiras 1 x 1 Atlético-MG não é pra qualquer um. A aventura dos fanáticos palmeirenses começou logo às 6:00 horas, conforme o combinado, quando embarcaram de VAN com destino a São Paulo. Chegamos no local do embarque, o Postão, exatamente às 6:03 horas para conferir a saída e não havia mais ninguém. Uma pontualidade britânica. Segundo um dos frentistas me revelou, teve alguns palmeirenses que nem dormiu direito, com medo de perder o passeio. 

O destaque para a família Bonini que foi em peso. A delegação: Dorival Sasso, Cauê, Bruno, José Roberto, Matheus, Ademar Bonini, Adriano Bonini, Rui Bonini, Nilton Bonini, Júnior Zago, Paulo Zago e Wilson Caroccia.

Durante a viagem, com certeza muitas histórias @ causos palestrinos foram lembradas. O assunto principal foi a atual campanha do Palmeiras, para uns “ poderia ser bem melhor “, para outros, “está deixando a desejar mesmo com um elenco recheado de estrelas”.

Uma unanimidade: todos são unânimes em reconhecer o título mundial de 1.951, na competição realizada aqui no Brasil. Segundo o Wilson Caroccia, “o mundial já foi até reconhecido pela FIFA. Queiram os “antis ou não”. Este ninguém tira mais. O Sr. Rui Bonini, no auge dos seus 83 anos, era um dos mais animados. Um tanto quanto ansioso pra ver o “novo” Palmeiras em ação. Mas com o pensamento no Palestra de antigamente, com um time que dava gosto ver jogar, graças as suas grandes estrelas, Ademir da Guia, Dudu, Servilio, goleiro Ubiratan, Leão, Luiz Pereira e tantos outros. A última vez que assistiu o Palmeiras ao “vivo” foi em Marília, jogo contra o Mac.

O primeiro grande momento foi a chegada no entorno do Allianz Parque, já com muitos torcedores. O passo seguinte foi o deslumbrante tour, num passeio completo pelos bastidores na arena, num caminho que vai dos vestiários até o campo, passando pelo Hallians Hal, Sala Joelmir Beting, vestiários, arcos do palestra, a cobiçada Taça Libertadores, e “reconhecimento do gramado, com direito de sentar no banco de reservas”. Ao lado do gramado, o goleador Matheus, olhava para o alto e falava: “Esta Arena é simplesmente fantástica. Neste impecável tapete verde eu marco gol de tudo o quanto é jeito”. Já o Dorival Sasso visualizando as duas metas, comentou com o José Roberto: “até grama tem onde o goleiro pisa. Eu não tomo nenhum gol aí”, lembrando dos bons tempos que foi  goleiro do Induscômio, campeão amador nas temporadas de 1972/1973. 

Para fechar com chave de ouro, assistiram num lugar privilegiado, o jogo Palmeiras 1 x 1 Atlético-MG, válido pelo “Brasileirão-A”. A esta altura do campeonato, o resultado (empate) foi o que menos importou para eles. A emoção de viver um verdadeiro domingo de Palmeiras não tem preço. Um domingo que jamais será esquecido pelos 12 ilustres palestrinos garcenses. 

Fotos do Evento


Comentários

Nota Importante: O Portal Garça Online abre espaço para comentários em suas matérias, mas estes comentários são de inteira responsabilidade de quem os emite, e não expressam sob nenhuma circunstância a posição/opinião oficial do Portal ou qualquer de seus responsáveis em relação aos respectivos temas abordados.