Lucas Dias
11/02/2019
Garça 

Alesp aprova projeto para incentivar o turismo na região de Marília

As cidades de Garça, Ibirarema, Marília e Timburi, pertencentes à região administrativa de Marília, receberão investimentos para melhorar a infraestrutura turística.

Anúncio

As cidades de Garça, Ibirarema, Marília e Timburi, pertencentes à região administrativa de Marília, receberão investimentos para melhorar a infraestrutura turística. Isso porque a Assembleia Legislativa aprovou na terça-feira (5/2) proposta para tornar 43 novos municípios como de interesse turístico (MITs).

As cidades da região de Marília receberão cerca de R$ 600 mil por ano para fomentar o turismo regional. A utilização da verba deve impulsionar a ampliação e o fortalecimento das atividades econômicas da região. A proposta tem a autoria de todos os 94 deputados.

“Marília tem uma expressiva população nipônica e tem uma das maiores festas desse segmento na região, além de também haver o Museu de Paleontologia”, destacou o deputado João Caramez. “É um município que realmente merece o título de MIT”, completou.

Para ser de interesse turístico a cidade deve seguir alguns critérios como oferecer infraestrutura básica para atender o visitante – incluindo sistema de transporte, serviço médico de emergência, meios de hospedagem e restaurantes. É preciso ainda ter um Conselho Municipal de Turismo firmado, além de ter potencial para atrair visitantes. Todos os municípios do Estado de São Paulo (exceto os que já possuem o título de Estância) podem pleitear o Título de Município de Interesse Turístico.

Além das citadas, as cidades que ganharam o título são: Adamantina, Araçatuba, Adolfo, Anhembi, Araçoiaba da Serra, Barra do Turvo, Bebedouro, Bocaina, Botucatu, Divinolândia, Dois Córregos, Guaíra, Icém, Igarapava, Indiaporã, Ipeúna, Itapeva, Itaporanga, Itariri, Itirapina, Jaboticabal, Jarinu, Juquiá, Juquitiba, Lavrinhas, Mogi Mirim, Palmeira D’Oeste, Pauliceia, Pirapora do Bom Jesus, Pongaí, Porto Ferreira, Santa Albertina, Santa Clara d’Oeste, São Bernardo do Campo, São João da Boa Vista, São Manuel, Três Fronteiras, Valentim Gentil e Votorantim.

 

MITs 

Para que seja considerada de Interesse Turístico, a cidade deve ter atrativos turísticos, serviço médico emergencial, de hospedagem, de alimentação, informações turísticas e abastecimento de água potável e esgoto. 
A classificação garante a cada cidade o recebimento de cerca de 600 mil reais por ano.         
A proposta é que além das 70 estâncias já existentes no estado, declare-se outros 140 municípios como de interesse turístico. 

Noventa e sete cidades já foram classificadas como MITs desde o ano passado, são elas: Agudos, Altinópolis, Apiaí, Araraquara, Araras, Areias, Barbosa, Barretos, Bofete, Boituva, Brodowski, Buritama, Cabreúva, Cachoeira Paulista, Campina do Monte Alegre, Cardoso, Cruzeiro, Cesário Lange, Cubatão, Espírito Santo do Pinhal, Estiva Gerbi, Fernandópolis, Guararema, Iacanga, Igaratá, Iporanga, Itaoca, Itapira, Itápolis, Itapuí, Itapura, Itararé, Itatiba, Itupeva, Ituverava, Jacareí, Jacupiranga, Jales, Jaú, Jundiaí, Laranjal Paulista, Lençóis Paulista, Limeira, Lins, Mairiporã, Martinópolis, Mendonça, Miguelópolis, Mineiros de Tietê, Mira Estrela, Miracatu, Mogi das Cruzes, Monte Alto, Monteiro Lobato, Nazaré Paulista, Novo Horizonte, Orlândia, Ouroeste, Panorama, Paraibuna, Pardinho, Patrocínio Paulista, Paulo de Faria, Pedreira, Pedrinhas Paulista, Piedade, Piracaia, Piratininga, Queluz, Rancharia, Registro, Ribeirão Grande, Rifaina, Riolândia, Rosana, Rubineia, Sabino, Sales, Santa Branca, Santa Cruz do Rio Pardo, Santa Isabel, Santo Antônio da Alegria, Santo Expedito, São José do Rio Pardo, São Miguel Arcanjo, São Simão, Sertãozinho, Sete Barras, Sud Menucci, Tabatinga, Tambaú, Tapiraí, Tatuí, Torrinha, Ubarana, Uchôa e Votuporanga.

 

 


Comentários

Nota Importante: O Portal Garça Online abre espaço para comentários em suas matérias, mas estes comentários são de inteira responsabilidade de quem os emite, e não expressam sob nenhuma circunstância a posição/opinião oficial do Portal ou qualquer de seus responsáveis em relação aos respectivos temas abordados.