Lucas Dias
14/01/2019
Garça Esporte 

Um dia na Copinha - Tico Cassolla

De férias e sem qualquer compromisso, estivemos na tarde da última terça-feira no Estádio Municipal “Bento de Abreu Sampaio Vidal”, em Marília, para assistir  mais uma rodada da Copa São Paulo de Futebol Junior.

Anúncio

De férias e sem qualquer compromisso, estivemos na tarde da última terça-feira no Estádio Municipal “Bento de Abreu Sampaio Vidal”, em Marília, para assistir  mais uma rodada da Copa São Paulo de Futebol Junior. Reconhecidamente como a mais importante competição do País para atletas até 20 anos. Os jogos: Linense 6 x 1 Babaçu/MA e Cruzeiro 2 x 0 Maquinho. Foram dois grandes jogos, com muitos gols, jogadas bonitas e de estilos para delírio dos torcedores presentes.  

Apesar de ser um dia útil, o “Abreuzão” recebeu um público estimado de 10 mil pessoas. Isto mostra o quanto o brasileiro gosta de futebol. Sem falar que em campo está a “nata da garotada”, e o sonha de virar atleta profissional, defender um grande clube brasileiro ou exterior. Antigamente o garoto jogava primeiro aqui no time principal. Hoje não, com o assédio dos agenciadores são vendidos diretamente para o exterior, e por um bom dinheiro. É o futebol atual deste mundo globalizado.

Assim como deu para notar que o nosso futebol é um celeiro de craques. Uma nova e boa safra surgindo, futuros craques que logo veremos defendendo um grande clube.   

Apesar de vê-los numa única atuação, uns 5 que tiveram em ação jogam muito. Sem citar nomes por desconhecimento, destaco o meia esquerda do Linense; o centroavante do MAC, a dupla de zaga do Cruzeiro, assim como o volante. Dos maranhenses do Babaçu, o goleiro merece atenção, apesar de ter levado meia dúzia de gols, pegou muito. Jovens promessas do futebol brasileiro, assim como os outros que integram um dos 138 times que estão na Copinha. A grande maioria não vai prosseguir, estará encerrando a carreira. Um sonho que termina. Assim é a vida, assim também é o futebol. Veja nos flagrantes: garotada do Linense x Babaçu posando para cantar o Hino Nacional. Carlos Bulho Fonseca, o garcense Carlão, o maior descobridor de jogador da história do MAC.  E encontramos o palmeirense Natal Fabricio, na porta do “Abreuzão”. O forte time do Cruzeiro Mineiro, tem tudo para brigar pelo titulo.

                             

MAQUINHO CAMPEÃO: 40 ANOS. Voce sabia que o primeiro time do interior a ganhar a Copinha foi o Marília Atlético Clube?  Isto aconteceu no dia 20 de janeiro de 1.979, há exatos 40 anos. Naquela oportunidade, o Maquinho sob o comando do técnico Valter Zaparoli (que no ano anterior comandou o Garça profissional na 2ª Divisão), desbancou os times considerados grandes e levantou o então inédito título.  Veja a impecável campanha: Marília 1 x 1 Atlético Mineiro; Marília 1 x 0 Corinthians; Marília 2 x 1 Brasília; Marília 1 x 0 Cruzeiro-MG; Marília 1 x 1 Juventus (nos pênaltis 4 a 3). Na decisão, o Marília venceu o Fluminense pelo placar de 2 x 1, se tornando a primeira equipe do interior a conquistar a copa. Ainda por cima de forma invicta.

Fotos do Evento


Comentários

Nota Importante: O Portal Garça Online abre espaço para comentários em suas matérias, mas estes comentários são de inteira responsabilidade de quem os emite, e não expressam sob nenhuma circunstância a posição/opinião oficial do Portal ou qualquer de seus responsáveis em relação aos respectivos temas abordados.