Lucas Dias
22/01/2019
Região 

Centros de Detenção em Gália: unidades devem entrar em operação neste primeiro semestre


A região terá, nos próximos meses, mais duas unidades prisionais. Elas estão sendo construídas em Gália. Inicialmente previstos para serem entregues em dezembro do ano passado, os Centros de Detenção Provisória I e II de Gália ainda não foram finalizados, mas, segundo a Secretaria Estadual de Administração Penitenciária, os prédios deverão estar concluídos e aptos a receber presos ainda no primeiro semestre deste ano de 2019.

Anúncio

A região terá, nos próximos meses, mais duas unidades prisionais. Elas estão sendo construídas em Gália. Inicialmente previstos para serem entregues em dezembro do ano passado, os Centros de Detenção Provisória I e II de Gália ainda não foram finalizados, mas, segundo a Secretaria Estadual de Administração Penitenciária, os prédios deverão estar concluídos e aptos a receber presos ainda no primeiro semestre deste ano de 2019.
Os centros de detenção provisória são unidades para abrigar presos que aguardam julgamento. Em geral, esses presos passam um período relativamente curto nesses locais, já que, após o julgamento, são libertos ou então encaminhados para as penitenciárias ou centros de ressocialização.
Cada um dos centros de detenção que estão sendo construídos em Gália terá a capacidade para abrigar 847 presos. Além da conclusão da obra dos prédios, a Secretaria de Administração Penitenciária indicou que o funcionamento do local só pode se dar após o preenchimento de todos os cargos de servidores necessários para desenvolver os serviços no local.
A ideia inicial é que os dois centros de detenção de Gália sejam destinados a presos que ingressam no sistema penitenciário, mas que, em casos excepcionais e de aproximação processual, poderão também abrigar presos vindos de outros centros provisórios espalhados pelo Estado. (Fonte: Jornal Debate)


Comentários

Nota Importante: O Portal Garça Online abre espaço para comentários em suas matérias, mas estes comentários são de inteira responsabilidade de quem os emite, e não expressam sob nenhuma circunstância a posição/opinião oficial do Portal ou qualquer de seus responsáveis em relação aos respectivos temas abordados.