Lucas Dias
12/09/2018
Esporte 

Os eternos atiradores do tiro de guerra por: Tico Cassolla

   O desfile dos 192 anos da Independência do Brasil foi comemorado em grande estilo em nossa cidade. Um desfile acima de tudo bem organizado, como há muito tempo não se via, com pontualidade, começando dentro do horário previsto.  

Anúncio

O desfile dos 192 anos da Independência do Brasil foi comemorado em grande estilo em nossa cidade. Um desfile acima de tudo bem organizado, como há muito tempo não se via, com pontualidade, começando dentro do horário previsto.  

Um ato de civismo que levou muita gente na Rua Carlos Ferrari. É isto que o povo brasileiro e também o garcense está precisando. E veio em boa hora, justamente agora que o Brasil passa por um período de turbulência, isto em todos os sentidos. Precisamos resgatar o amor pela Pátria Amada e bradar bem alto: “Somos brasileiros sim, com muito orgulho e amor”.

O desfile foi um bom exemplo. Todos indistintamente demostraram isto. O público presente completou o ato civismo, aplaudindo a passagem de todas agremiações, escolas e entidades garcense, num colorido especial que cobriu a rua Carlos Ferrari. Dava gosto ver a garra e alegria estampados no rosto de cada um.

Eu como eterno saudosista achei o máximo a apresentação do tiro de Guerra: “Os eternos atiradores”, com muito orgulho. A iniciativa do Sargento Robert Trovão Costa foi um verdadeiro gol de placa. A emoção rolou solta nos atiradores, que num passado serviram a Pátria. Agora convocados ‘não pipocaram” e encararam o jogo, ou melhor, o desfile de peito aberto. Várias gerações estiveram presentes, todos elegantemente vestidos e ainda mostrando boa forma. Uma só cor no coração:  verde e amarelo. Uma dupla de atiradores me chamou a atenção: pai e filho marchando lado a lado: Lucas Krugner, da turma de 2.013 e Odair Krugner, de 1.972. Esta é apenas uma das muitas histórias que passou no pelotão. Sem falar na emoção do santista Marcos Mancuso e do Paulo Scutari, levando orgulhosamente, a faixa de apresentação dos eternos atiradores. O corintiano Luiz Quine no Jeep. E os mais experientes: o palmeirense Zé 14, o corintiano Estevam Brandão e o são-paulino Elisaldo Alves.

Próximo ao clube do Grêmio, quando receberam a ordem: “Escola sentido. Em frente marcha”, um filme deve ter passado na cabeça de cada um. Para comandar o numeroso pelotão, mais de uma centena, os sargentos Wilson Miyashiro e Robert Trovão, e o S-Tenente Plínio Nascimento. O desfile foi magnifico com a tropa cantando o Hino a Independência. Já pensando no futuro do nosso Brasil, o Sargento Trovão também convocou a garotada do “Projeto Atirador Mirim”, que com muita alegria e beleza deram um brilho muito especial. Alguns com caras pintadas e a esperança num País melhor, desenvolvido, com justiça sem corrupção, e oportunidade iguais para todos. Em tempo: fizemos o TG. no ano de 1976, mas por causa de uma contusão não pudemos ir. Mas com certeza nos futuros desfiles estaremos presentes.  

HISTÓRICO: O Tiro de Guerra nº 19 de Garça, foi criado pela portaria nº 8.747, de 31/10/1945, do Exmo. Sr. Ministro de Estado e Negócios de Guerra. Nesta mesma data foi extinto o TG. nº 446, através do Decreto-Lei nº 7.343, de 06 de fevereiro e com o art. 2º do regulamento, aprovado pelo Decreto nº 19.694, de 01 de outubro, ambos de 1.945. A carga desse TG, extinto, passou para o TG. nº 19, ora criado. As atividades do TG-019 tiveram início em 14/02/1.946, com a matrícula de 50 convocados de classe de 1.925.

Em 1.979, através da portaria Ministerial nº 878, de 27/03/1.979, o Exmo. Sr. Ministro de Estado do Exército, de acordo com o Art. 82, do Regulamento para os Tiros de Guerra e Escolas de Instrução Militar (R-138) e parecer do Estado Maior do Exército, deu nova numeração a este TG, que passou assim de TG. 02-019 par a atual numeração TG-02-014. A atual sede localizada na rua Professor Edson José Puga nº 260, na Vila José Ribeiro. Anteriormente a sede ficava na Rua Júlio Prestes, onde hoje está o Museu Municipal. O aniversário do TG é sempre comemorado no dia 31 de outubro, data de sua criação. O primeiro instrutor foi o 1º Sargento Osvaldo Ramos do Rego, depois passaram mais 20. Atualmente o responsável é o 1º Sargento Roberto Trovão Costa, que assumiu o posto em dezembro de 2.017.


Comentários

Nota Importante: O Portal Garça Online abre espaço para comentários em suas matérias, mas estes comentários são de inteira responsabilidade de quem os emite, e não expressam sob nenhuma circunstância a posição/opinião oficial do Portal ou qualquer de seus responsáveis em relação aos respectivos temas abordados.