Lucas Dias
09/08/2018
Garça 

Crianças do Projeto Atirador Mirim recebem os uniformes

Em um evento marcado pela presença de familiares, de representantes da Administração e da Associação Comercial e Industrial de Garça (Acig) as 46 crianças que participam do Projeto Atirador Mirim receberam as fardas do Tiro de Guerra.

Anúncio

Em um evento marcado pela presença de familiares, de representantes da Administração e da Associação Comercial e Industrial de Garça (Acig) as 46 crianças que participam do Projeto Atirador Mirim receberam as fardas do Tiro de Guerra. O evento foi realizado no último sábado, dia 4 de agosto, na sede do Tiro de Guerra 02-014, das 8h30 às 11h30.

“Foi um momento muito importante. Toda a criança tem o sonho de vestir uma farda e quando elas chegaram, já havíamos solicitado há cerca de um mês, foi uma alegria total. Foi uma satisfação”, disse o Chefe da Instrução, primeiro sargento Robert Trovão.

O termo de compromisso do Projeto Atirador Mirim, idealizado pelo sargento foi assinado pelo prefeito João Carlos dos Santos no dia 23 de junho. O projeto conta com o apoio da Prefeitura de Garça e Acig, que cedeu todos os uniformes.

Se para as crianças foi uma satisfação receber as fardas, para o Chefe da Instrução, não foi diferente.

“Se para as crianças foi um prazer, uma alegria, uma satisfação, para mim não foi diferente. É muito prazeroso ver que a farda é um ponto de sustentação, de respeito”, disse ele.

Segundo o primeiro sargento Trovão, o projeto veio para ficar e com a atual turma deve prosseguir até 30 de novembro próximo.

“A intenção é retomar no ano que vem com nova turma”, disse ele.

“Foi uma manhã diferente para aquelas crianças que, com sua alegria, acabaram por nos contagiar. O respeito que elas demonstraram pelo uniforme foi visível. Elas se sentiram importantes, valorizadas e responsáveis em, de certa forma, honrar a farda”, disse o gerente da Acig, Fábio Dias, que compareceu ao evento na companhia do presidente da Associação, João Francisco Galhardo.

O vice-prefeito Cassiano Pelegrini e representantes de secretarias municipais também se fizeram presentes.

No decorrer do ano, as crianças terão instruções de Ordem Unida; boas maneiras; valores e virtudes; ética, meio ambiente e pluralidade cultural; culto aos símbolos nacionais; prevenção em acidentes; educação financeira; educação para o trânsito; incentivo à leitura; e aula de reforço e caligrafia.

Segundo Dias, eles receberão formação de cidadãos conscientes de seus direitos e deveres na sociedade em que estão inseridos, transformando-se em futuras lideranças comunitárias e municipais, no campo da política, da educação, da governança, da iniciativa privada, ou seja, cidadãos que terão franca e intensa participação no desenvolvimento regional e nos benefícios sociais que se desdobram com essa possibilidade.

“É uma experiência extremamente positiva da qual a Acig fez questão de participar. Mesmo sem as fardas eles já realizaram um trabalho importante junto ao Bosque Municipal. Um trabalho focando a preservação ambiental e a educação ambiental”, falou o gerente salientando a importância em ser parceiro de um trabalho como o Projeto Atirador Mirim.

“São crianças, em sua maioria, carentes, vitimadas inclusive pelo desemprego que acomete muitos lares. A Associação Comercial entendeu o objetivo do projeto, que é trabalhar por um futuro melhor para que essas crianças possam ter um oportunidade diferenciada e fazer o seu papel na sociedade”, falou Dias.

De acordo com o gerente, não se pode planejar o futuro, sem pensar no presente, e não se pode pensar no presente não pensando na construção do futuro de forma embasada, sedimentada principalmente na cidadania. O projeto, frisou ele, pode ser um caminho para que Garça tenha, num futuro não muito distante, mais empreendedores capacitados e conscientes de seu papel.

“Uma coisa está ligada a outra. Essas crianças, tendo o aprendizado que terão, têm a oportunidade de melhorar e levar também o conhecimento para sua rede de conhecimentos. Uma criança tem um irmão, tem os pais, tem os amigos. É um trabalho de formiguinha, cujo resultado se percebe nas esferas social e econômica. Por isso a Acig, que também pensa no futuro, não somente no crescimento da economia e no desenvolvimento da cidade, como também nos fatores que levam a esse crescimento e desenvolvimento, não poderia ficar alheia ao Projeto Atirador Mirim”, finalizou Dias.

Fotos do Evento


Comentários

Nota Importante: O Portal Garça Online abre espaço para comentários em suas matérias, mas estes comentários são de inteira responsabilidade de quem os emite, e não expressam sob nenhuma circunstância a posição/opinião oficial do Portal ou qualquer de seus responsáveis em relação aos respectivos temas abordados.