Lucas Dias
13/07/2018
Esporte 

História das Copas: 2.002, Brasil é pentacampeão

 A Copa de 2.002 foi disputada em dois países: Coréia do Sul e Japão, no período de 31 de maio a 30 de junho.

Anúncio

A Copa de 2.002 foi disputada em dois países: Coréia do Sul e Japão, no período de 31 de maio a 30 de junho.

Países participantes: Brasil, Dinamarca, Senegal, Uruguai, França, Espanha, Paraguai, África do Sul, Eslovênia, Turquia, Costa Rica, China, Coréia do Sul, Estados Unidos, Portugal, Polônia, Alemanha, Irlanda, Camarões, Arábia Saudita, Suécia, Inglaterra, Argentina, Nigéria, México, Itália, Croácia, Equador, Japão, Bélgica, Rússia e Tunísia.

O Brasil montou uma seleção forte, contando com grandes jogadores. Que ficou famosa (e campeã) graças ao talento dos craques, cujos nomes começavam com a letra “r”: Ronaldo Fenômeno, Rivaldo, Ronaldinho Gaúcho, Roberto Carlos, Roque Júnior e Ricardinho (foto)

E um garcense se tornaria pela primeira vez campeão mundial: Roberto Carlos da Silva Rocha (foto). Nascido na zona rural, na Fazenda São José dos Bonini, Roberto Carlos saiu de Garça para se tornar um dos maiores laterais esquerdo (ala) do futebol mundial, senão o melhor. Tal qual o conterrâneo Waldir Peres disputou três Copas do Mundo: 1.998 (França), 2.002 (Coréia/Japão) e 2.006 (Alemanha).  Depois de se tornar pentacampeão mundial, Roberto Carlos visitou a terra natal. A bordo do helicóptero “RC” desceu no Estádio Municipal “Frederico Platzeck”, onde recebeu o carinho de amigos e fãs (foto).

Ficha Técnica da Copa

- campeão: Brasil.

- vice: Alemanha.

- artilheiro: Ronaldo, do Brasil, com 8 gols.

- Jogos: 64.

- Gols marcados: 161.

- Média de gols: 2.52/jogo.

- Público total: 2.705.187.

- Média de público por jogo: 42.268.


Campanha do Brasil:

- Jogos: 7 - vitórias: 7 - derrotas: 0 - empates: 0 - gols marcados: 18 - gols sofridos: 4 - classificação: 1º colocado - artilheiro: Ronaldo, com 8 gols.


Delegação brasileira:                  

Chefe: Weber Magalhães.

Goleiros: Marcos (Palmeiras), Dida (Corinthians) e Rogério Ceni (São Paulo).

Laterais direitos: Cafú (Roma) e Beletti (São Paulo).

Laterais esquerdos: Roberto Carlos (Real Madrid) e Júnior (Parma).

Zagueiros: Roque Júnior (Milan), Lúcio (Bayer Leverkusen), Anderson Polga  (Grêmio) e Edmílson (Olympique Lyonnais).

Volantes: Gilberto Silva (Atlético Mineiro) e Vampeta (Corinthians).

Meio campistas: Ricardinho (Corinthians), Kleberson (Atlético Paranaense), Juninho Paulista (Flamengo) e Kaká (São Paulo).

Atacantes: Denilson (Real Bétis), Edílson (Cruzeiro), Rivaldo (Barcelona), Ronaldo (Inter/Milão), Luizão (Grêmio) e Ronaldinho Gaúcho (Paris Saint-Germain).

Técnico: Luiz Felipe Scolari.

 

CURIOSIDADES:


- O lateral/ala Roberto Carlos defendeu a seleção brasileira em 126 jogos, vencendo 80, empatou 30 e perdeu 16 vezes. Marcou 12 gols.

- Nesta Copa o atacante turco Hakan Sukur fez o gol mais rápido na história dos mundiais: com apenas 11 segundos balançou as redes da Coreia do Sul, no jogo que decidiu o terceiro lugar.


- Pelé foi o jogador mais jovem a ser campeão pelo Brasil: Na Copa de 1.958 (Suécia), tinha apenas 17 anos. Já o jogador mais velho a ser campeão foi Nilton Santos: na Copa de 1.962 (Chile) estava com 37 anos.


Marcos Evangelista de Morais, o “Cafú”, lateral direito da seleção brasileira, foi o primeiro jogador a disputar três finais de mundiais consecutivos: 1.994 (Estados Unidos), 1.998 (França) e no pentacampeonato de 2.002 (Coréia/Japão).


- Após a vitória de 2 a 0 na final contra a Alemanha, o capitão da seleção brasileira Cafú quebrou o protocolo na cerimônia de premiação. Ele subiu num púlpito e disse: “eu te amo, Regina”, em homenagem à sua mulher. Escreveu também em sua camiseta: “100% Jardim Irene”, bairro paulistano onde o jogador nasceu.


Comentários

Nota Importante: O Portal Garça Online abre espaço para comentários em suas matérias, mas estes comentários são de inteira responsabilidade de quem os emite, e não expressam sob nenhuma circunstância a posição/opinião oficial do Portal ou qualquer de seus responsáveis em relação aos respectivos temas abordados.