Lucas Dias
27/07/2018
Garça 

Garçagas – Ultragaz: empresa garcense oferece qualidade e segurança

Com mais de 60 anos de qualidade e atendimento servindo o meio empresarial e famílias de Garça e região a Garçagas Ultragaz prima pela segurança do consumidor.

Anúncio

Com mais de 60 anos de qualidade e atendimento servindo o meio empresarial e famílias de Garça e região a Garçagas Ultragaz prima pela segurança do consumidor.

A empresa garcense sempre mostrou cuidado e atenção no que diz respeito aos perigos que o gás clandestino oferecem como risco de explosão, risco de vazamento, procedência desconhecida, falta de líquido – rendimento baixo (não é o peso que se paga), sem garantia e padrão de qualidade, sem chancela dos órgãos fiscalizadores, etc.

Quem procura segurança, qualidade, rendimento e bom preço, sem correr risco, deve procurar pela Garçagas Ultragaz, que trabalha com gás industrial e residencial.

Só a Garçagas tem:

- Planos empresarias/corporativos com expressiva redução de custos no consumo de gás

- Programa Gás Amigo Empresa-Empregado: o funcionário ganha desconto na compra do gás e mais 30% de desconto a partir do Plano Fidelidade.

- Gás, Cota, Acessórios parcelado

- Brinde especial em cada compra

- 100% qualidade ULTRAGAZ – vale quanto pesa

“Nos ligue para conhecer sem compromisso. Sua empresa, sem custo adicional, proporcionará maior bem-estar e satisfação ao seu colaborador”, convidam os representantes da Garçagas Ultragaz.

Telefones: (14) 3471-0414 e 3471-0982

Pós18h: (14) 98120-8091

 

 

Venda clandestina de gás traz perigo para a população


A venda clandestina de gás de cozinha é um assunto antigo que envolve muito mais que concorrência. O procedimento deixa a segurança dos consumidores em risco. Nem mesmo o cerco às revendas não autorizadas nos últimos anos tem conseguido barrar o comércio ilegal na capital do país. Segundo estimativas da Associação Brasiliense das Empresas de Gás (Abrasgás), no ano passado, a proporção era de quase 10 revendas irregulares para cada uma legalizada.

As práticas ilegais da venda irregular do gás liquefeito de petróleo (GLP), conhecido como gás de cozinha, ocorrem de muitas maneiras e as irregularidades vão desde a abertura de revenda sem registro até pessoas que vendem o produto de porta em porta e guardam os botijões em locais inadequados, como em áreas residenciais e sem seguir os padrões de segurança exigidos. Segundo o Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) e a Abrasgás, a prática irregular que mais tem crescido é a feita de porta em porta porque, neste caso, não necessita de um endereço comercial para agir, o que deixa a irregularidade mais capilarizada e difícil de ser rastreada pelas autoridades competentes. Nesse caso, o agente não tem autorização da ANP nem licença de funcionamento emitida pelas administrações regionais — o que evidencia a vulnerabilidade à qual o consumidor está exposto.

Com a compra por parte do consumidor, por telefone, não há um questionamento sobre a procedência e não se pode descartar a possibilidade do botijão ter sofrido transvasamento, que é a prática de dividir o volume de gás entre dois vasilhames. A prática é proibida no Brasil por causa da grande chance de explosão do produto.

Além da possibilidade de adulteração do produto, o risco da revenda ilegal está na vizinhança. Mesmo que o vendedor irregular compre o botijão de outro revendedor e não o adultere, como ele não tem o devido registro e orientação, estoca o produto fora dos padrões de segurança, sem cumprir, por exemplo, a distância e a ventilação necessárias, causando risco para os vizinhos.

Os irregulares acabam prejudicando quem está na formalidade porque conseguem fazer preços um pouco mais baixos, uma vez que não emitem nota fiscal.

Revendas clandestinas de gás em botijão não cumprem requisitos de segurança e são desleais em relação aos concorrentes autorizados. É crime (pela Lei nº 8.176/1991, que determina até cinco anos de prisão), a venda irregular de gás em botijão - seja em casa de família, farmácia, mercearia, padaria ou em qualquer local não autorizado.

Fotos do Evento


Comentários

Nota Importante: O Portal Garça Online abre espaço para comentários em suas matérias, mas estes comentários são de inteira responsabilidade de quem os emite, e não expressam sob nenhuma circunstância a posição/opinião oficial do Portal ou qualquer de seus responsáveis em relação aos respectivos temas abordados.