03/11/2017

APROVAÇÃO PROJETO VENDA RODOVIÁRIA

Nunca negamos que daríamos continuidade ao projeto da Estação Ciência, mas não no terreno da antiga estação rodoviária.  O assunto já foi amplamente discutido e divulgado em jornais, inclusive da região, em rádios, nas redes sociais e no site da Prefeitura. Foi compromisso de campanha divulgado em nossas reuniões com os munícipes e até impresso no informativo durante o período eleitoral.  

No último dia 19 de outubro, na Casa dos Conselhos Municipais, anexa ao IAPEN, realizamos uma reunião para discutir e apresentar as propostas de destinação do imóvel da antiga rodoviária, mantendo preservados e de posse do município, a torre do relógio e o pórtico de entrada.

Expusemos sobre o nosso interesse na manutenção da obra da Estação Ciência e do projeto de venda do terreno que está localizado em área privilegiada, no centro comercial da cidade, com forte potencial econômico e que, sem dúvida alguma, irá contribuir potencializando o desenvolvimento comercial de Garça e criando oportunidades de emprego.

Indicamos aos participantes a nossa intenção de executar a obra da Estação Ciência na quadra da Escola Municipal de Cultura Artística, onde, no mesmo terreno, já se encontram o Teatro e a Biblioteca Pública, transformando aquele espaço em um grande polo de educação e cultura. O projeto de adequação do local já está sendo realizado pela equipe de arquitetos e engenheiros da Prefeitura.

A reunião foi muito produtiva e enriquecedora. Estiveram presentes representantes do Conselho Municipal de Educação, Conselho de Defesa e Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de Garça, o CODEPAC e Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico. Também participaram da reunião a Associação Comercial e Industrial de Garça, representada por seu presidente, João Galhardo, a Câmara de Vereadores, através do vereador e presidente Pedro Santos, e o Sindicato dos Empregados no Comércio de Garça e Região, representada por José Augusto Mangerona,  além de outros representantes da sociedade civil.

O conteúdo da reunião está documentado em ATA, em fotografias e em gravação de áudio. Todos os participantes que quiseram, manifestaram suas opiniões sobre o tema.  As educadoras, representantes do Conselho de Educação, por exemplo, questionaram se a prefeitura poderia investir o recurso reservado para Estação Ciência em obras que contemplassem todas as escolas, que há muito tempo precisam de melhorias em infraestrutura e reformas. Porém, não houve nenhum questionamento sobre a mudança de local da Estação Ciência, pelo contrário, houve sim a aprovação da nova área onde a prefeitura pretende construir a obra.

Desejo expressar aqui a minha insatisfação com relação ao apelo por parte de algumas pessoas que tentam fomentar nos munícipes a falsa informação de que iremos acabar com a memória de Garça vendendo o terreno da antiga rodoviária. Saibam que, se fosse por nós, jamais teríamos descaracterizado o local com a demolição dos boxes, e sim valorizaríamos aquele espaço, preservando a sua identidade arquitetônica. Isso sim para nós seria a preservação do Patrimônio Histórico e o devido respeito pela nossa população e sua história. Aquela construção era de 1939 e foi realizada pelos irmãos Vizotto, tendo como engenheiro responsável o Dr. Bezerra e como construtor o Sr. Casarsa. Consta que até o presidente Getúlio Vargas esteve presente em sua inauguração.

Porém, como tudo foi demolido, vamos cuidar para que, pelo menos o relógio e o pórtico de entrada permaneçam em nossa história e inteiros. Aquele espaço permanecerá para o município, garantindo assim a sua integridade. Podem ter a minha palavra quanto a isso.  

Muito nos admira as colocações daqueles que querem nos denegrir, pois infelizmente, o prédio da antiga rodoviária se deteriorou devido a falta de visão e interesse político para com o Centro Comercial de Garça. A estação rodoviária deixou de funcionar em dezembro de 1985, quando da inauguração da atual rodoviária. Foram mais de 30 anos de descaso político para com o local e a memória da nossa população. Isso sim para a nossa gestão é o reflexo da falta de interesse com o Patrimônio Histórico e para com o desenvolvimento do comercio garcense.   

Estamos à disposição para mais esclarecimentos.

João Carlos dos Santos – Prefeito de Garça   


 

Comentários

Enviar Comentário

Lojas Garça Online

Tempo Garca